sábado, 13 de fevereiro de 2016

Livros 2016 [#3] - As brumas de Avalon - A senhora da magia

Se teve um livro que marcou minha adolescência foi esse. Lembro até hoje de ter achado na biblioteca do colégio sem querer e comecei a ler. É a terceira vez que estou lendo, mas ainda me emociona como a primeira vez.

Foi em Brumas de Avalon que eu comecei a gostar do Reino Unido e sua história. Foi também nessa época que coloquei o "Sir" no meu nome. Não é tanto pela ordem da Commonwealth, mas sim pois sempre quis ser um cavaleiro da Távola Redonda!

As Brumas de Avalon é uma série em quatro livros que conta a história do Rei Artur sob a perspectiva das mulheres da época. A personagem principal é a sacerdotisa Morgana, filha de Igraine com Gorlois e irmã mais velha de Artur, que é filho do segundo casamento de Igraine com Uther Pendragon. Esse primeiro volume (A senhora da magia) tem duas partes. A primeira é contada por Igraine, que descende das tribos celtas mais antigas da Bretanha, cuja linhagem é de pessoas de Avalon - a ilha misteriosa e mística onde as pessoas adoram à Deusa, o arquétipo sagrado feminino. Igraine é casada com Gorlois, o duque da Cornualha, descendente dos romanos (note que na época do Rei Artur o império romano já havia caído, e o inimigo deles são os saxões, que ainda eram bárbaros e não haviam cruzado ainda com os celtas pra formar o povo anglo-saxão).

Igraine vive isolada no castelo com sua filha Morgana e Morgause, sua irmã mais nova. Até que um dia recebe visita do Merlim e Viviane do Lago, sua irmã mais velha e sacerdotisa suprema de Avalon. Ela vem lhe dizer que ela terá um filho com Uther Pendragon, e que esse será o rei que unirá toda a Bretanha e expulsará os saxões da ilha. Ela não aceita muito isso, pois sente que parece que sua irmã está manipulando sua vida, mas tudo era parte de um grande plano da Deusa pra assegurar o futuro do país.

Nesse meio tempo, o rei Ambrósio Aureliano, atual rei da Bretanha, adoece e nomeia Uther Pendragon como seu sucessor. Igraine e Gorlois vão pra Londinium (atual Londres) pra ver o funeral do rei e Igraine conhece Uther, e vê que a ligação deles era maior que qualquer coisa, que eles já eram casados desde eras imemoriais, em Atlântida. Ela se apaixona, mas é casada com Gorlois, e não quer trair o seu marido (Ok, na verdade ela tem medo, pois o marido bate nela constantemente, além de ser Cristão moralista).

Gorlois prende Igraine no castelo e resolve enfrentar Uther Pendragon. Igraine usa uma magia proibida pra alertar seu amado Uther pra se proteger de Gorlois, e Uther mata Gorlois, indo depois salvar Igraine no seu castelo. Eles deitam juntos e ali ele planta nela quem viria a ser o rei Artur no futuro.

Uther se casa com Igraine e envia Artur (ou Gwydion, o nome real dele) pra ser criado por um vassalo dele, e manda Morgana pra ser treinada como sacerdotisa em Avalon, sob a tutela de Viviane.

A segunda parte do livro (e todos os outros livros da série) são a partir daí narrados por Morgana, já adulta. Morgana é uma sacerdotisa da Deusa muito competente, cuja virgindade dedicou à Deusa. Galahad (aka Lancelote), filho da sua tia Viviane, vem visitar sua mãe e Morgana se apaixona por ela, e vice-versa. Mas ela não se entrega aos prazeres da carne pois prometeu sua virgindade pra Deusa.

Uther Pendragon adoece e está prestes a morrer. Artur, como filho único, deve subir ao trono. Mas Viviane resolve coroa-lo sob a fidelidade à Avalon, e não como apenas um cristão, já que ele tem o sangue real de Avalon por parte de sua mãe. Para tanto, resolve que ele deve participar do rito de Beltame, do casamento sagrado entre o deus e a deusa. Em outras palavras, um rito de procriação sagrado.

Viviane manda Morgana pra participar do ritual de Beltane sem ela saber quem estará lá. E trajam Artur da entidade do galhudo (um cervo), onde ele deve, com o corpo todo azul, vestindo pele de cervo e chifres, caçar um veado e mata-lo, banhando-se com seu sangue. E depois disso se deitar com a sacerdotisa prometida.

E é exatamente isso que acontece. Morgana e Artur trepam, sob o transe religioso. Depois do transe ter passado, eles ainda no escurinho vão lá e fazem de novo nheco-nheco, gozando de plenas faculdades mentais e gozando no outro sentido também, literalmente.

Mas ao raiar do dia eles vêem os seus rostos e... SURPRESA! INCESTO DETECTED!

E claro que ambos ficam aterrorizados. E não existia camisinha no século IV. Artur é então coroado e, como as coisas não poderiam ficar ainda piores, a menstruação de Morgana não desce, e ela descobre que está grávida do seu irmão. Oh, Fuck! Mas só deixando claro que Morgana não ficou mal por causa da gravidez ter rolado enquanto eles estavam sob o transe religioso, mas sim por causa do repeteco que aconteceu depois que o ritual tinha terminado, quando eles tinham plena consciência, mas não sabiam quem era quem ainda.

Morgana fica puta com Viviane por ter feito isso com ela. Abandona Avalon e vai buscar sua tia Morgause para ter esse filho lá.

Nos outros livros mostra que esse filho que vai nascer é Mordred, único herdeiro do trono de Artur, que é muito malvado, e assassina seu próprio pai.

Enfim, só acho meio chato a parte da Igraine nesse livro. Gosto mais da Morgana. Mas é um livro muito especial pra mim, um dos meus favoritos! Engraçado que mesmo depois de uns sete anos desde a última vez que li ele ainda continua tão vivo na minha memória. :)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog