quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Nossa... Tou um tempinho sem postar né? ^^"

Infelizmente tava pesando em fazer uma retrospectiva do blog, mas... Ah, acho que não vai rolar. Os fãs que me perdõem, mas o ano teve altos e baixos extremos e não gostaria de ressuscitá-los, principalmente porque diminuiria a curiosidade do pessoal ir mais ao fundo ao ler o blog, afinal.... Estaria tudo mastigado em apenas uma postagem, certo? ;D

Tentei duas vezes fazer o próximo layout, mas não saiu nada. Isso é, até ontem eu ficar refletindo sobre uma folha de papel e... Igual diz o Jimmy Newtron, idéias a mil! \o/ Veio uma idéia legal sabe... Quero deixar de ficar no blog padrão, que são umas colunas, perfil do lado, uma figura no topo... Eu recebi umas reclamações também do atual perfil por ser apertado demais. Sabe, eu até gostei, heheh... Digo, gostei das reclamações, acho que levei bem na esportiva. ^^

Eu não achei muito apertado, mas sinceramente foi algo que não gostei também foi esse aperto pra ler. Mas é um blog diferente, um conceito diferente e tal... Por isso acho que posso ser salvo, né? ^^ Sem contar que tem muitos navegadores que tá dando problema. Uma indicação pessoal: veja na configuração 1024X860 e de preferência no FireFox 1.5 ou superior, ou Internet Explorer 6.0 ou superior. Afinal estou usando layers aqui, e já me basta a weblogger pra ferrar com toda a programação dos códigos html. =(

Ah, a foto é de um mangá que eu to lendo bastante. Battle Royale, indicadíssimo! Cara, é muito bem feito. O "Grande Império do Oriente", uma ditadura absolutista e isolacionista seleciona pessoas para um jogo, onde todos são colocados numa ilha e lá todos devem matar uns aos outros até sobrar apenas um vivo, que será o que sobreviverá. Eu li um pouco e tem até Live-action movie disso, e foi baseado numa obra literária japonesa.

Indicadíssimo. As cenas de sangue e violência são mostradas com tamanha realidade que eu dificilmente acho em mangás hoje em dia (uma pela censura, outro por falta de conhecimentos anatômicos). Pra se ter uma idéia, quando o Yoshitoki leva um tiro no rosto, na área das bochechas, mostra com detalhes os dentes, a língua dilacerada sem contar a explosão de sangue e o olho dele também virtualmente destruído. A tradução também está boa, em comparação à Conrad que só fez merda com Cavaleiros do Zodíaco. Os palavrões foram usados com classe sem parecer vulgar ou uma tradução amadora de uns fãs. Tem uma parte que ele grita "Seu cusão! Filho da mãe! Eu vou te matar!"... Ficou ótimo e não parece umas traduções toscas de Bleach que eu li por aí com "Ah, seu filho da puta" e sendo usado largamente. Acho que deixa o trabalho menos profissional, sendo que usar palavrões dá mais vida ainda pros mangás desse tipo.

Na foto, a Noriko e Shuuya.
Noriko me lembra (só pelo nome, claro...) a Nuriko de Fushigi Yuugi... Ah, quero ver se completo minha coleção na Anime Dreams do ano que vem! ^^

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog