quinta-feira, 5 de junho de 2008

É errado gostar de shoujo? Talvez...


Já diziam os grandes psicólogos e psiquiatras que homens tem tantas diferenças com mulheres que seria dificil enumerá-las. Homens são mais aventurosos, gostam de violência, competições. Mulheres são mais comunicativas, pensam em amor e no futuro.

Tocante? Talvez.

Terminei de ler Paradise Kiss. Vi o anime também. E devo admitir: nunca fiquei tão frustrado ao ver um anime. Ele não tem 10% do bom humor que tem no mangá, e devo dizer que a Conrad enfim está acordando depois de tanto tempo. Quem viu a época do início da publicações de mangás do tipo sabe bem do que estou falando. Mercado cresceu, hoje temos uma quantidade absurda de mangás nas bancas ou já publicados. Se antes a coisa era boa porque podia comprar todos que viessem no mês (bons tempos quando só lançavam Saint Seiya e Rurouni Kenshin), hoje tem inclusive muitos shoujos.

Admito, gosto bastante. Não tanto quanto alguns shonens, mas gosto de histórias femininas. O primeiro é o shoujo mais shonen da face da Terra: Fushigi Yuugi, lançado pelo Conrad em trinta e seis volumes. Tenho completo. Foram lançados claro, alguns da clamp, mas sei lá... Não considero mangás da Clamp para garotas. Acredito que a Clamp faça é mangás pra menininhas. Tá, o otário aqui tem Card Captor Sakura, Magic Knight Rayearth e o próximo que pretendo ter é Chobits (Chiiii!), mas acho que estou é precisando de umas doses de anime pra macho.

Saindo do campo das pequenas críticas, gosto de Shoujo. Embora eu ache que eu leio mesmo é por puro maquiavelismo - entender um pouco do que se passa na cabeça delas - e eu acho interessante ver como mulheres conseguem ser tão baixas e vis, sendo falsas e fofoqueiras. De fato, se eu nascesse mulher, eu acabaria virando uma lésbica. Não digo por não ser mulher, mas por características tão cavernosas nelas, que embora nos mande sermos modernos e nós homens deixarmos de pensar em sexo e futebol, elas não deixam de ser baixas em vários aspectos também.

Acho que é um pouco do meu lado italiano - ser direto, duro e sensato. Quando não gosto, não gosto. Quando quero matar, eu mato. Viva a Mafia Italiana! (brincadeirinha...)

O mais engraçado é que eu conheço vários homens falsos. E tem negada aí que fica dizendo que eu sou falso. Blé. Minha psicóloga anda falando pra eu deixar de ser educadinho e começar a mandar o pessoal tomar no meio do cu. Mas manterei a classe, afinal sou um gentleman.

Mas se eu indico Parakissu? Indico. Mas não deixem de ler o mangá, certo?
É sério. o Anime é uma merda... Mas isso não é novidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog