domingo, 6 de julho de 2008

Essencial para um verdadeiro homem.

Peguei a série de filmes de "O Poderoso Chefão" pra assistir nessas férias, e já os assisti, mas não consigo parar. Tirando o meu verdadeiro fascínio pela série de filmes do grande Francis Ford Coppola, o filme traz valores que são cabíveis e diretamente machistas. Há um consenso da sociedade contemporânea em erradicar tudo que vem citando "machismo", fazendo com que absolutamente tudo "feminista" seja o correto e nada mais que isso. Acredito que deveríamos pegar um ponto de equílibrio, afinal, tem muitos valores masculinos que um homem jamais deveria perder.

Proteger e amar sua família sendo o homem da casa
O filme mostra muito disso. Devemos ter noção que existem funções masculinas e femininas, cada um tem seu setor e sua área. Vejo muitos casais onde a mulher parece mandar no homem, e já diziam antigamente: "Homem que mulher governa, não dá certo", e de fato não dá. Desde os tempos mais remotos ao homem coube, com sua força física e sagacidade a função de proteger a família. No antigo testamento foi fixado que cabe ao homem trazer o pão-de-cada dia pra casa. Mulheres são passíveis, e tomam muitas decisões com base em sentimentos. Homens quando vilões querem poder, mulheres quando vilãs, querem acabar com o ex-namorado. Deixemos a mulher com a parte afetiva, afinal os homens são muito brucutús nesse aspecto mesmo, e aos homens o comando. Logo no final do filme 1, quando Michael Corleone manda assassinar o seu cunhado, ele é depois questionado pela sua mulher, Kay, sobre essa ação dele. Ele vira-se e fala pra ela: "Não se meta em meus assuntos, Kay.", e de fato, foi um final bem digno pro cunhado morto, afinal ele batia em sua própria irmã, mesmo casados.

Ética e honra acima de tudo
Muitos jogam coisas como "honra" hoje no lixo como se o valor fosse igual a nada. Quem não assiste o filme, acredita que eles não passam de mafiosos no estilo GTA que fazem dinheiro com strippers e drogas. Logo no primeiro filme, quando Vito Corleone recebe uma proposta pra financiar um negócio de drogas, ele nega plenamente. Nas próprias palavras dele: "Nós temos cassinos, que são vícios que não trazem um mal às pessoas. As drogas matam nossos jovens". É um outro aspecto masculino, pois o ditado "No amor tudo vale", é uma cruz que toda mulher carrega, e um homem deve trabalhar pra trazer o bem ao seu próximo. No segundo filme, que mostra o passado de Vito Corleone, mostra um italiano que chega na América com sede de mudança, querendo viver bem, cuidar dos filhos. Porém, existe um vilão nessa história, e nada mais cabível do que matá-lo e com os poderes dele trazer uma vida melhor a todos, afinal ele usava os mais fracos e os repreendia duramente.

Seja sincero e tenha ao seu redor pessoas de confiança
Tom Hagen é um personagem-chave dos filmes. É o advogado e irmão adotivo de Michael. Temos que ter ao nosso lado pessoas que não estejam atrás da gente, como numa hierarquia - ou ao menos fazer isso parecer o menos possível - mas trazer essas pessoas pra que fiquem junto de você e de alguma forma te proteja. O filme também não carrega mentiras nem falsidade - isso é coisa de mulheres, e de mulheres infantis - se não goste de uma pessoa não faça a social. Ignore-a, afinal é mais baixa que você. Se você tem pessoas que confie e vice-versa, elas farão tudo o que você necessitar. Conheça as pessoas ao seu redor, e pode parecer tolice, mas pareça ser a pessoa mais previsível da Terra. Um exemplo básico é: Caso você mate alguém, e todos sabiam que isso aconteceria, todos temerão, pois sabem que essa é uma ação que você tomará caso não façam o que é mandado. Ou então o básico: Mostre ser uma pessoa ingênua e ganhe a confiança das pessoas, para assim manipulá-las melhor quando precisar de algo delas.

Mudando totalmente de assunto: voltei a jogar Ragnarok! \o/ Mas não contem pro pessoal do meu clã caso contrário perderei a cabeça, haha! Vamos lá, gogo 99! Quando eu virar, se eu virar, eu posto aqui. =X

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog