quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Tomar dois yakults dá caganeira.

Para colocar créditos no Ragnarok eu subo numa lan house que fica num morro aqui perto de casa. É uma subida desgraçada, que cansa e muito. Chegando lá, ainda tenho que aturar a, vamos dizer aqui com respeito aos meus amigos da Lusitânia, mas cá entre nós, eles são meio lerdos. Colocar créditos pra jogar que normalmente demora pouquíssimo tempo, acaba levando quase meia-hora.

Enquanto isso, fico bisonhando a lan house, claro não usando os PCs, mas vendo o que as pessoas fazem diante de um computador com acesso a internet. Em suma são dois grupos. Crianças, até uns oito anos gostam de ir pra jogar Need for Speed (aliás, o NfS Underground II ainda é o melhor) ou GTA San Andreas. De uns treze pra cima, principalmente garotas que em geral são do meu tamanho ou mais altas que eu, fuçam pelo Orkut ou afins.

É... Ninguém nunca viu as nossas garotas de treze anos. Pelo amor de Deus... Aquilo já é mulher formada. Juro por Deus, tem garota com treze anos com mais de 1,70, e não são poucas as de 1,80 (praticamente o meu tamanho, que tenho 1,84!), isso com no máximo quinze anos. O pior é quando você dá em cima e elas dizem que tem apenas quatorze anos... Aí tem que deixar de lado porque o que eu mais tenho amizade no mundo são advogados, hahaha! E pela lei todos me falaram que é crime, então tá bom, hehe...

Voltando pro assunto, bom...

Como o Orkut é democrático! Sim, todos adoram meter o pau. E de fato, é uma bosta. Mas a importância que o Orkut tem no Brasil é indiscutível. Até na página inicial do Google Brasil tem um link lá pra birosca - coisa que os americanos é capaz de fato confundirem Orkut com Yakult, ao contrário de nós que sabemos muito bem a diferença. Não bebemos Orkut. Dias atrás vi um rapaz com síndrome de Down acessando o Orkut! Tinha até uma fotinha estilosa do rapaz, bonitão e tudo mais.

O que acaba sendo uma porta de entrada para relacionamentos, popularidade ou simples e mero ócio, acaba sendo também uma porta aberta para essas mesmas pessoas conhecerem a tecnologia. Ninguém mas faz curso de digitação, todos aprendem via MSN. Ninguém mais carrega disquetes por aí, aprenderam a usar pen drives, e coitado do computador que não tiver uma USB. Até amigos que eu nem lembrava mais me acharam no Orkut. E não tem um casal que tira fotos juntos pra botar lá no perfil. Problema é quando o perfil não tá escrito o sexo, pois os seus "nomes" normalmente são "100% FELIZ AO SEU LADO S2 S2 S2" e et cetera...

E ainda tem gente que fala que isso é uma merda. E o pior que é. Mas está trazendo pessoas pra conhecer a web, o que é mais importante. Não são poucas as Lan Houses que colocam cartazes do tipo: "Fazemos Imposto de Renda, currículo, criamos e-mails e fazemos seu Orkut". Orkut é pop. Sem mais.

2 comentários:

Gabriela disse...

Sim, aos 14, 15 anos as meninas já tem corpo de mulher. Foi assim comigo. Isso significa estrias precoces...muito ruim. Tenho elas até hoje...me deixa muito chateada, mas ces't la vie.
Quando eu fiz meu Orkut, fiz porque uma amiga me enviou um convite e eu não tinha mais o que fazer, sabe? Por um longo tempo eu nem entrava lá, não sabia mexer direito, mas de uns anos pra cá descobri muita coisa legal no Orkut e até participo de uma comunidade (sem contar a da sala...) sobre maquiagem que eu adoro, porque posso trocar experiências com várias pessoas! ^-^ Entro lá todo dia pra ver se tem algum post interessante. O Orkut tem seus prós e seus contras né? Porque também tem aquelas pessoas que passam o dia inteiro lá e não fazem mais nada da vida. =P

Anônimo disse...

vc tá com estrias
é no coração, sir

toh esquecendo como
é a sua voz, o seu rosto.
e não queria.

---------------------
boa páscoa, sir.
---------------------
Ana Cristina
(ou uma mulherzinha que desde pequena adora bala juquinha e baleiro de vidro, coleciona sapatos,assina a revista Cráudia e
admira Sartre, principalmente
aquele livro dele, o 'Meu pé de laranja lima'

Postar um comentário

Arquivos do blog