terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Uma picanha bem passada!

Estava relembrando uns tópicos em um fórum que hoje está meio abandonado, e um deles era de um amigo comentando o quão abismado ele ficou ao ver um daqueles muitos vídeos de youtube de contrabandistas de peles de animais matando os esquilos, doninhas e afins. O cara até hoje é vegetariano por causa disso...

Lembro que na época chegou ele todo traumatizado no fórum até perguntando se alguém já tinha visto aquilo, também pudera, o rapaz deveria ter uns treze anos, por aí. Todos no fórum, com minha idade pra cima respondemos que sim, e isso não é nenhuma novidade. Enquanto ouver gente que compra isso haverão pessoas fazendo isso, simples. E aí ele entrava na parte da crueldade humana, que todos os seres humanos eram cruéis e no final dizemos que a tal da crueldade é com todos, pois até mesmo uma galinha tem que ser sacrificada pra se comer, e isso é a coisa mais natural do mundo.

Sim, sou carnívoro total, hahah... Quando viajo pro interior então, meu avô mata uma galinha ali na hora e ficamos aguardando o cozido de galinha caipira. E  sei que comer tanta carne faz um mal lascado, mas não consigo viver sem carne mesmo. Mas a discussão no fórum continuou até um amigo meu, biólogo aparecer. De fato, o que ele falou humilhou. Vou tentar transcrever aqui um resumo:

Primeiro que ninguém tem que se culpar por comer carne, e que o conceito de ser vegetariano é uma coisa muito recente na História da Humanidade, pois somos seres onívoros, comemos tanto plantas como animais. Estamos também no topo da cadeia alimentar, pois podemos caçar desde um churrasquinho de gato até um elefante para comermos, e foi exatamente por comer carne que ajudou muito sairmos do estágio Donkey Kong e ir pro estágio Homer Simpson.

Comer carne é também muito importante para a saúde, pois a proteína animal nos ajuda. Sim, é um fato que animais sofrem ao serem abatidos, mas a pergunta talvez seja se esse mesmo sentimento anti-lei da selva pode ser tão empregado até dessa maneira. Talvez por pessoas nos tempos de hoje terem um verdadeiro repúdio da morte, seja pelos filmes, pelos romances que sempre mostram que ao morrer é algo maléfico, alguém tem que ficar triste, embora talvez não entendam que a morte é algo que mesmo seja impossível de se fugir é algo que deve ser superado como tudo que perdemos na vida.

Afinal a morte é uma coisa natural da vida. Todos um dia morrerão, todos morreremos um dia e é impossível fugir disso. Menos se você for o Darth Vader, é claro. Ops...Não, ele morreu. =P

Assim como qualquer um de nós podemos morrer a qualquer momento. Pois a capacidade de morrer é algo que apenas quem vive pode ser condicionado. Exatamente como pra um policial subir uma favela e matar três moleques não significa nada e assim como um bandido que ao matar alguém num assalto pra ele é nada demais, apenas uma consequência. Ele não ficará sem dormir.

Depende muito do que o conceito da morte tem por detrás. Muitos vão no açougue nas grandes cidades mas nunca viram sequer uma galinha ser estrangulada. Ao contrário da Idade Média por exemplo onde isso tinha que ser feito, logo eles eram mais frios que nós ou as pessoas cosmopolitas que estamos mais "sensíveis"? São consequência des temps contemporainés. Temos supermercado e comida pré-mastigada, hahaha...

Ah, a falta de dentes do juízo também, por consumirmos carnes mais "suaves" muitos de nós estão nascendo sem já alguns desses sisos. Eu por exemplo só tive três sisos, meu irmão mais novo com dois, e provável que os da próxima geração tenham nenhum, hahaha... Foto pra ilustrar - Meat, personagem que apareceu no Mortal Kombat 4, e recentemente no Mortal Kombat: Armageddon. Carne pura! XD

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog