sábado, 4 de julho de 2009

E no fim, reverenciamos os Romanos.

Cara, é muito louco viver nessa época! É ótimo ver como a palavrinha transição se aplica bem ao que vivemos hoje.

Esses dias estava lendo dois feeds que eu sigo de blogs católicos. Não sou católico pois não fui batizado, nem quando bebê, mas por incrível que pareça se fosse escolher seguir Cristo, a católica estaria na minha lista das cinco que tenho respeito (Católica Romana, Presbiteriana, Anglicana, Batista e a Congregação Cristã). Todas realmente muito divergentes entre si, desde o purgatório Católico até a proibição de ter tevês da Congregação.

Tirando isso, todas são bem similares. Citam coisas que não tem na bíblia original, exatamente para dar o tempero, senão fica tudo igual né? Mas gosto de transitar em ambas, mas o maior contato que tenho com Deus é claro, quando ajoelho e oro (quase) todos os dias. Porém ao mesmo tempo o Brasil sendo uma grande nação Cristã, tá mais que estampado que a preferência da sociedade vai além de preceitos religiosos, principalmente aqueles clássicos mandamentos sobre a gula e a luxúria (ui, ui, ui!).

Óbvio, isso se deu bela revolução feminista (blábláblá), a posição que as mulheres conseguiram (blábláblá) e a importância delas no cenário contemporâneo (blábláblá). Não é falta de respeito, apenas quero encurtar a estória. Sabem que eu gosto de História, não? Não me dê corda, que vou longe.

Eu tinha um amigo que era um evangélico bem radical. Porém ao mesmo tempo que ele não fazia sexo, por exemplo, descontava nos pratos. Moleque gostava tanto de lasagna que dizia querer casar com uma (uma lasagna!). Francamente, era uma brincadeira, mas passava uma seriedade na sua fala, que... Uau! Até hoje lembro com umas boas risadas.

Todos falam que o Papa Bento XVI por exemplo diz ser errado ao proibir a camisinha e métodos anti-conceptivos. Comentários do tipo que ele é careta, que quer que todos morram de Aids ou gonorréia entre outros dados muita vezes por jornalistas que não entendem muito bem que o buraco é bem mais embaixo. Josef Ratzinger é um dos teólogos mais respeitados, aliás seus estudos merecem um tempo para dar uma olhada, independente da religião. E obviamente por ser Papa vai defender o que, ora bolas, vai defender o seu lado! Afinal se ele que é o Sumo Pontífice não fizer, quem fará? O Padre Marcelo?

A proibição nem é tanto pela camisinha, mas por um pecado acredito que descrito em Coríntios sobre não cometer imoralidade sexual, isso é, você dar (ou comer) "apenas por diversão", mais ou menos como nossos amigos Romanos, a sociedade calcada no Prazer (pelo menos pros mais ricos). Quem não se lembra daquela velha romana que eles depois de uma refeição vomitavam para depois voltar e sentir novamente o prazer de uma refeição? Métodos anti-conceptivos no caso entram naquela parte sobre o impedimento do "cresce e multiplica". =D

Que fique claro que não estou falando que é certo ou errado. Bíblia é um apareto de regras, mas também de belíssimas crônicas e contos, que não precisa ser Cristão para se gostar ou admirar, assim como outras histórias bonitas como a de Joseph Smith, Jr, o fundador dos Santos dos Últimos Dias é uma história tocante também. E essa parte, por exemplo, dos Coríntios deve-se considerar pois: Jesus Cristo na época veio pra dar uma "remixada" nos preceitos bíblicos. Quer um exemplaço? Moisés dizia que apenas o homem, e só ele é responsável por botar o que comer em casa. Nosso amigão Jê-jê veio dizendo: "Não... Nada disso! Se a mulher precisar pode sim e não tem nada disso dela ser desonrada não!".

Ao mesmo tempo não lembro de Jesus ter dito algo sobre transar antes do casório. Ele rebateu e discutiu váááárias coisas judaicas, mas parece que o entra-e-sai não teve foco. Apenas reforçou  a idéia de que todos deveriam formar famílias, ter filhos por exemplo. Provável que ele nem pensava que as coisas chegariam no ponto de hoje, onde você vai numa balada e transa sem camisinha adoidado (sorte que não tem muita Aids aqui no Brasil...). Que é exatamente o que o Papa diz, afinal a Europa está passando por um grande envelhecimento da população, e numa época em que teríamos que ser como na União Soviética e ficar fazendo filhos adoidados que depois o Estado se vira pra criar, vivemos reclusos em nossas casas acariciando nossos miaus e assistindo a Susan Boyle e Pica-pau na tevê (aqui no caso, uso como exemplo a europa... O Brasil tem é que diminuir essa quantidade imensa de mulheres fecundadas por quilômetro quadrado! Camisinha neles!).

Meus estudos bíblicos eu tento manter meio longe de dogmas. Tem histórias muito bonitas (fato!), tem ensimentos interessantes, e aquela clássica coisa que a gente normalmente lê e diz: "Uia! Isso é verdade!!". É engraçado como Jay-Cristo deu um pelo dum upgrade em todas aquelas coisas judaicas chatas. =D Talvez seja por isso que ele dá de dez a zero nos outros em número de fiéis (tou com medo de fazer piadinhas com o povo de Israel... Nada contra judeus, pelo amor de Crist... Quer dizer... EHUAheuiaeh.. xDDD Brincadeira!).

Afinal ele moldou uma sociedade mais que Michael Jackson. =P
Não xinguem o Papa, por favor! No fundo ele é uma pessoa boa, prometo.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog