terça-feira, 8 de setembro de 2009

photographie on the rose with a Red sun rising

Querida, receba essas rosas. Não ligue se minhas mãos estão arranhadas, pegue-as com cuidado. Não repare que minhas galochas estão sujas de terra, tampouco que estou suando por ter me apressado.

Essas rosas as colhi pois sou forte e ao mesmo tempo sou delicado. Usei minha força para agarra-las firmemente para que elas não caiam - para tanto, acabei me arranhando com seus inúmeros espinhos.

As tratei com toda delicadeza, pois você é meu amor e a protejo contra os males com toda minha força e ao mesmo tempo sou a pessoa que mais usa também a minha suavidade para passar as pontas dos dedos no seu rosto antes de lhe beijar.

Por pisar na terra acabei por me sujar! Sei que não sou dos mais limpos, estou com os sapatos todos imundos, mas pisei em solos para permitir que não suje seus belos sapatos e vestido por querer aquelas rosas. Voltei correndo para entrega-la o mais rapido possível, acabei por me cansar.

Querida, não me destrate se não sou como os lordes ricos que ordenam os criados lhe trazerem flores. Sei que sou pobre, mas trabalharia com todo meu esforço para lhe dar tudo de bom e do melhor. Ao seu lado seria maior, acredito que ambos viveremos um pelo outro. Essa flores que lhe trago tem significado, de quem luta, de quem se dedica. Receba-as com toda a dedicação com a qual vou cuidar de nosso amor, para que ele sempre se renove, se multiplique e continuemos por sermos felizes. Juntos.

1 comentários:

Cris disse...

ai que apaixonado!

Postar um comentário

Arquivos do blog