sexta-feira, 16 de julho de 2010

Como paquerar.

ars_amardia01.jpg

Estou lendo A Arte de Amar, do Ovídio, filósofo romano. Realmente, muito bom, excelente livro. Acho impressionante como pouca coisa mudou na questão de azarar a mulherada. Acho que muitas pessoas, como eu, pensava que Roma Imperial fosse uma grande suruba, com falos voando por todos os cantos, mas acho que não é bem assim. O livro tem por volta de dois mil anos e continua aí, bem atual. Ele fala muitos aspectos de como paquerar a mulherada, é um livro para homens, mas não tem nada muito pesado que mulher nenhuma não possa ler. Só não acho que fará tanto sentido.

É mais ou menos como Poderoso Chefão. Se você é mulher, você entende. Mas se você é homem, você toma aquilo como um significado de vida.

Tem umas partes interessantes, e umas táticas bacanas. Ele diz que, você deve provocar o ciúmes na sua mulher, gratuitamente, para manter acesa a "chama da paixão". Vejo isso bastante, conheço muitas meninas que se matam de ciúmes dos seus cônjuges, e ele muitas vezes não fez nada, nem por mal. E funciona! Assim o cara "recupera a moral com a namorada" e ao mesmo tempo se mantém firme no relacionamento. Pois a menina fica com ciúmes, ele diz que não teve nada, ela acredita e... Felizes para sempre até a próxima. Beijos, vamos pra cama e beleléu.

Sempre odiei esses caras que fazem a menina sentir ciúmes a toa. Ao mesmo tempo odeio essas meninas que querem controlar até pra onde você olha.
Mas é meio que assim que a coisa funciona né? Quando era moleque e entendi que o pinto tinha que entrar na boceta, ficar socando lá dentro até sair a porra lá também não achava a coisa mais correta do mundo, mas se é assim que as coisas funcionam, pois que continuem assim. Eu acho.

Outra parte engraçadíssima é quando ele fala de traição. Aí vi que Roma talvez não seja a orgia a céu aberto que tantos professores falavam.

Ele dá um conselho ao homem mais ou menos assim sobre traição: Se acontecer, esconda. Se ela descobrir, negue até o fim, jamais se dê por vencido e principalmente, não seja mais carinhoso com ela se a mesma descobrir.

Digo... Bacana! Quer dizer... Sem comentários, hahaha. Dei bastante risada sozinho nessa parte.
Se eu indico? Ah, vale como curiosidade. =P

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog