domingo, 17 de abril de 2011

O discípulo tolo. Parte III

"Vou ensinar pra ele a técnica da frieza na luta", o mestre começou, falando sobre o primeiro discípulo dele.

"Uau. Já?"

"Já sim. Ele inclusive vai ter o primeiro discípulo".

"Bom. Bom pra ele! Ele é bom, não tenho dúvida que vai conseguir. Mas você disse que essa técnica é pra na hora da luta manter a frieza e a racionalidade. Você disse que eu sou sentimentalista... Provavelmente nunca vou conseguir né?", eu questionei.

"Não sei. Você é meio frio... Eu acho que essa técnica é perfeita pra você. Você disfarça seus sentimentos muito bem, e mesmo que passe por algum problema você continua sorrindo como se nada tivesse acontecido. Isso engana muito bem o oponente, ele não te manipula, nem te controla."

"Certo. Então quando começa esse treinamento?".

Uns minutos passaram sem resposta dele. Aí ele concluiu:

"Acho que nem precisa. Tenta usar isso numa luta. Se você conseguir, eu não tenho mais nada a lhe ensinar, caro discípulo tolo".

"Ah, você não bota fé em mim mesmo né?"

"Hahah! Quando eu deixar de te chamar de discípulo tolo, quem sabe? Continua um discípulo tolo, teimoso igual uma criança e idealista idiota!"

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog