quinta-feira, 22 de março de 2012

O mundo precisa de um novo vilão?


Pegaram o Osama!

E agora se espalhou por aí uma nova ameaça: um tal de Joseph Kony. Parece que é um africano maluco que rapta meninos transformando-os em soldados e as meninas em prostitutas em algum país da Africa que não é o Egito nem a Africa do Sul.

Como diria Ocelot no Metal Gear Solid 2: "Americans are too in love with the sound of their own voices". Na sociedade do espetáculo precisamos de heróis e vilões. Os heróis do Osama não foram lá o George W. Bush ou Barack Obama. Os anômimos do SEAL que ganharam as honrarias, mesmo ninguém nem mesmo visto os rostos deles.

E aí se espalha na internet uma onda de apelos contra esse tal Kony, tão tocantes quanto as fotos de animais sem pernas ou fígado que eles teimam em entupir na minha timeline do Facebook. Ainda bem que o Facebook tem a opção de "semi bloquear" essas coisas, porque eu sigo muito veterinários/defensores de animais e tenho estômago e coração fracos quando vejo essas coisas. Só desligar as atualizações.

Precisamos mesmo de um novo "vilão mundial"?

Vendo a Primavera Árabe dá bastante gosto em ver como estão fortes por lá, derrubando governos, instalando democracia onde antes havia ódio contra os americanos pelos ditadores (não se sabe qual dos dois é o pior, mas só o tempo dirá), e aí o tal Kony entra na lista dos grandes vilões americanos, junto de Stalin, Hitler, Hussein, Bin Laden entre tantos outros.

Sociedade do espetáculo é assim. A gente vê por aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog