terça-feira, 24 de julho de 2012

XXIV.

Dia 22 de de julho foi um bocado corrido, devo admitir. Levantei cedo e fui tomar um café com meus pais. Dureza foi pro meu pai engolir que com um filho com mais de vinte anos, e sempre acostumado comigo durante vinte e três aniversários ficar em casa atendendo telefonemas da família ficar fora, pois estava entupido de coisas pra fazer.

Tudo caiu num domingo. Muitas coisas ao mesmo tempo e minha comemoração foi a cereja do bolo.

Passei o dia inteiro no dia templo budista que frequento, a Shinnyo-en. Encontrei meus amigos, fomos almoçar juntos, teve até cerimônia apenas para nós, jovens (sim, eu sou "jovem" ainda, hehe). Fiquei correndo pra cima e pra baixo definindo e tentando aprontar algo para a festa junina que vai acontecer agora, nesse domingo.

(e sinceramente, ainda estou correndo)

Estava exausto quando vi no relógio 17h30. Subi pro metrô e fomos para a Liberdade, pro karaokê. Foi uma noite épica. Todo mundo cantou comigo, e as mais diversas músicas. Desde Barbie Girl, até mesmo Beat It do Michael Jackson, com direito a dancinha igual ao clipe.

Ganhei alguns presentes, mas o presente mesmo foi a presença de tanta gente! Me senti uma pessoa privilegiada, ainda mais com um aniversário que cai todo ano justo no final do mês de férias quando a galera tá mais sem dinheiro ou simplesmente viajando.

Foi inesquecível. Obrigado a todos! Vocês fizeram um cara feliz.

E na saída, a gerente do karaokê ainda comentou: "Nossa, vieram quase 20 pessoas no seu aniversário. Dá pra ver que você é muito querido". E eu só tenho a agradecer. =)







0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog