sexta-feira, 6 de março de 2015

Humildade e budismo.

Uma mente humilde no caminho budista é essencial. Uma mente humilde faz você não ter limites, pois nunca você estará satisfeito e irá se esforçar cada vez mais. Por outro lado, você não fica mal, pois sabe que o pouquinho que você faz é com muito esforço, e por reconhecer esse seu esforço, você também fica feliz independente dele gerar ou não gerar o que é esperado. É uma coisa muito nobre no budismo.

Importante também é nós reconhecermos que não temos poder nenhum. Muitas pessoas vem em mim pedindo para fazer oração, por exemplo. Mas quem sou eu pra salvar alguém? Eu sou absolutamente nada. Se todas as pessoas tiveram êxitos em achar emprego, passarem na faculdade, ou superarem dificuldades, todos os méritos são da força dos Budas, eu não tenho força pra fazer nada como indivíduo. Eu mal teria 1% de responsabilidade nisso, eu sou apenas um "pidão" dos Budas, pedindo isso ou aquilo pra eles ajudarem. E sou feliz pelos Budas sempre ajudarem as pessoas quando peço. A força toda é deles, eu sou nada.

Outras pessoas também adoram dizer que chegaram em um determinado estado de mente graças ás suas práticas, sem mostrar nenhuma humildade, como se eles tivessem adquirido o estado apenas por conta própria. No meu ponto de vista isso é muito errado dizer também. Primeiro porque, supondo que Buda Shakyamuni, o tal Siddartha Gautama, nunca tivesse existido, nunca existiria também as forças de ajuda que recebemos, por mais que nos esforçássemos.

Tudo o que superamos, tudo o que conseguimos melhorar em nós mesmos são grandes votos de confiança que os Budas nos oferecem, a muito custo, mostrando o caminho entre as pedras por meio das provações da vida. Por isso você nunca pode dizer "Mas eu superei isso, ou aquilo". Não. Os Budas que te ajudaram a superar, pois se fosse uma fé vazia, não existiria força nenhuma pra te ajudar a superar. Seria uma religião vazia. Ser humilde e reconhecer essa ajuda é essencial para não subir nosso ego, senão vamos achar que fazemos milagres. Mas somos apenas um grão de areia na palma da mão de Buda.

Manter um coração humilde é essencial, nós somos apenas veículos. O combustível desse veículo é a imensa compaixão e ajuda dos budas.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog