sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Começando com uma foto do grandioso (que Deus o tenha...) hide! \o/

Sim, pq hoje eu vi os clipes dele no YouTube e fazia tempo que eu não os via... *o* Cara, se ele tivesse ficado vivo, com certeza faria sucesso. Sabe, eu posso enumerar várias coisas e posso dizer como eu acho que o trabalho dele influenciou ou ainda poderia ter influenciado o J-rock atual.

A primeira coisa que eu adoro no hide é a voz dele. J-Rockers, principalmente os vocais sempre têm vozes parecidíssimas. Claro... Vão de extremos agudos como Kyo, do Dir en grey até mais graves como o Seth do Moi dix mois. Mas você vê que elas tem o tom bastante parecido, lembra muito. No começo não conseguia ver a diferença, mas hoje com o ouvido mais aguçado consigo ver direitinho essa diferença. Claro, temos gente que é foda da linha como o Shou do alice nine., que é um desafinado legal. E temos "extremos" como o próprio Toshi do X-Japan com seu vocal incomparável, Miyavi e o próprio hide.

E engraçado que os últimos eram guitarristas de suas bandas. Sim, acho que os guitarristas têm essa tendência de se desviarem do "Light side of the force", por isso mesmo sua voz é uma pérola rara no J-rock. Não é o afinado básico, mas sim um tom diferente de alguém que praticamente não usa sua voz pra cantar - um guitarrista!

Outro fato interessante que eu acho do hide é o jeito molecão de fazer rock. É o estilo que eu odeio, pq foi graças a esses alicerces que no Brasil hoje vemos como essa base de "rock molecão" fez a decadência do rock brasileiro em sí, onde as bandas que faz sucesso como Charlie Brown Jr, CPM 22, O Rappa só cantam canções melosas para os nerds que curtem rock possam cantar pra uma "mina" e "catar" ela... Ah, vai se fuder rock brasileiro "famoso", pq só os underground mesmo que prestam (vide os integrantes do Power Metal do brasil, como Angra, Shaman e afins... Aquilo sim é rock, me desculpem...).

O Miyavi adotou bastante, não sei se ele teve contato com o hide, mas os dois me lembram muito nesse jeito descontraído. Não estou comparando Miyaviuta com Pink Spider, mas acho que os dois tem muito mais em comum do que se imagina. Sem contar que, é facil fazer sucesso, é dificil fazer um mito e é mais dificil ainda fazer um "estereótipo" seu e fazer com que vc seja lembrado por aquilo, afinal isso te faz ainda mais ser imortal. Vou dar um exemplo simples: Michael Jackson. A gente já lembra do Moonwalk (andar pra trás), da luva com brilhantes, do grito, da "pegada no saco", enfim... São características que ele jogou e isso virou um signo, uma espécie de ícone dele. No hide, o cabelo rosa e o apelido de "Pink Spider". Tanto que ele continuou e foi embora com o estilo. Tanto que hoje se você encontra alguém com cabelo rosa e entende o mínimo de J-rock já dá pra perceber que ele não é um fã do Kaoru do Dir en grey no começo da carreira, e sim um belo exemplar dos neo-pink spiderianos!

Afinal, o grandioso hide não morreu, e é nosso dever mantê-lo vivo. =) Quem sabe ele cansou da poluição do Japão e veio pro Brasil disfarçado de Tom Zé? EHuaHEuahe... Outro cara que eu admiro muuuuuito... HEuhAeuhea... \o/

Yeah! hide é Tom Zé! HEuaeuUeuhehiEHa... xD
Ah, e ontem o treinamento foi tranquilo. Pelo visto o esquema da escola é repeteco na lição até o cara desistir e decorar, heuahea... Mas vamos ver até onde vai. E na facul foi tranquiludo. =) Thank God, antes tranquilo do que algo ruim. Claro que algo bom cairia bem. E muito. =)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog