segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Sumido por um tempinho!

Quase uma semana depois, cá estou novamente!

Primeiramente peço desculpas pelo grande hiatus... Mas vamos lá.

O calor parece que apareceu com tudo. Eu particularmente odeio calor, mesmo tendo sangue da baiano nas veias. Minha irmã, que é lá da nossa terrinha, já me convidou uma vez só que eu tenho que negar, afinal eu tento evitar o calor o máximo possível!

A temperatura aumentou, isso significou um fim de semana regado de fadiga. Parece que de alguma forma o calor suga minhas energias de uma forma tão brusca que parece que estou fazendo doação de sangue ou algo do tipo. E não é frescura, isso eu garanto. Calor me deixa suado também, e como eu infelizmente transpiro muito mais que o normal, é só aquele suor secar que o fedor toma conta. E vai perfume aí pra disfarçar o fedor!

Também não consigo dormir. Note que, meu quarto fica voltado para o hemisfério sul, e reza a boa architectura que tudo que é voltado ao sul tende a ser frio no inverno e quente no verão. E como entra pouquíssima luz natural no meu quarto que foi pessimamente projetado pelo meu avô caipira que só sabia colocar tijolo em cima de tijolo e encher com argamassa, o meu quarto fica tão frio durante o inverno que eu literalmente hiberno.

Sim! Meu corpo parece que o metabolismo fica mais lerdo e eu nem acordar na hora de arrumar a casa eu consigo. Mas claro que tem lá suas vantagens... Que é eu ficar totalmente disposto o dia inteiro. Mas no calor é impossível de dormir. Eu durmo entre três e seis horas, o sono não vêm, e de vez em quando dá vontade de dormir no ônibus, e por mais que eu tente fechar os olhos não adormeço. Quando adormeço acordo bem pior, com uma sensação de secura por todo centímetro do meu corpo, os olhos vermelhos e os músculos contraídos...

Sem contar o pior... Eu tenho uma espécie de "alergia" ao calor. Quando eu sinto calor eu sinto uma vontade IMENSA de ficar me coçando. Pareço cachorro sarnento mesmo! Começa nas costas, passa pelo pescoço, vai pro couro cabeludo aí já era.. Começa a dar no braço, pernas, meu corpo fica todo ferido ou irritado e se eu não me coço eu fico com grandes manchas vermelhas pelo corpo e ás vezes até parece doença contagiosa!

Odeio esse país tropical. ><~~
Na verdade, eu em geral tudo que carrega o nome desse país.

Encontrei um amigo antigo na rua, e o idiota além de não me reconhecer ainda ignorou quando eu o chamei. Vi que ele estava com uma camisa verde-amarela - sim, daquelas que vendia como água na época da copa do mundo para despertar o falso patriotismo nas pessoas - e depois de conversarmos sobre trabalho, estudos e o clássico "o que você fez depois do colégio?" eu comentei: "Cara, queima essa camisa, pô! Exorciza esse nome maldito...".

Ele deu risada, hahaha... Ele disse que no anti-patriotismo eu não mudei nada. E não me arrependo um único segundo! Cada dia que eu passo nessa merda de país quente e cheio de pessoas fúteis que só sabem fazer sexo, pensar em mulher e beber qualquer coisa com álcool eu sinto mais ódio dessa nacionalidade que eu tenho. Claro, ele não deixará de ser meu amigo apenas por isso, mas talvez ele seja um daqueles que persistem em tentar ver um futuro pra essa vila-no-fim-do-mundo chamada 'Brazil, mesmo ignorando o fato de termos políticos inúteis, pessoas que querem que você seja patriota pra que fique calado, uma mídia que manipula a tudo e a todos, pessoas sem futuro, crianças na rua ou virando delinqüentes, enfim...

Já deixei de ser patriota faz tempo. Acho que daí que é um dos muitos motivos pelo meu pai - patriota convicto - continuar me odiando e mandando eu ser patriota e lutar pelo meu país. Ah, vai te catar... Vou pegar minha cidadania italiana e vou me mudar pra lá. o/

A minha Itália que me espere, yes! \o/

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog