quarta-feira, 18 de março de 2009

Existe vida depois de ex-namorada(o)?

Como disse, a vida é um espetáculo muitas vezes. Existe a parte que você fica pulando de felicidade, mas tem a parte que seus pés são fincados no chão e você engole a amarga realidade.

E é normal em algum ato ou outro da peça a gente entrar em introspectos, mas não entre toda hora! Senão você fica muito mental, e ao ver um cadarço desamarrado você pensa que pode cair, que pode também não cair, mas não ataca a raíz do problema: que é exatamente o ato simples de amarrar os cadarços do tênis.

Meio complexo, né?

Bom, hoje estou na fase de: "Eu odeio minha vida", hahaha... Meio comédia eu falar disso pra alguém que escreveu as coisas do post embaixo. E vou até expor os meus motivos! Oba! (ainda não entendi os meus risos, porque estou com os olhos cheios de lágrimas pra caraio... Mas como nunca choro na frente de ninguém, ninguém nunca verá isso)

Vamos começar!

A questão maior é que essa coisa corre além dos meus princípios. Meu grande mentor que está lá com os anjinhos que me perdoe, mas estou numa encruzilhada, um beco sem saída que por onde eu vejo é apenas um muro, que mesmo sendo uma barreira fortíssima, impenetrável e robusta, eu tenho que de algum jeito com as mãos nuas dar um rombo e abrir.

Um "cara legal" que eu conheci me perguntou uma coisa: "Você acha que existe realmente alguma coisa impossível?". E eu não soube responder na época, mas a crença de que tudo seja possível e almejável é um princípio meu que eu levo comigo. E tento, e corro atrás, mas obviamente muitas coisas eu não quero, mas não querer uma coisa, mas ser impedido ou ter medo, é uma coisa totalmente diferente, principalmente quando você tem a vontade de fazer. Acho que isso é o mais válido que eu consigo tirar de alguém como Clodovil Hernandez, que é uma das pessoas que eu adoraria ter conhecido, pois em todas as suas entrevistas (exceto o Pânico, óbvio) eu via naquelas palavras uma garra e uma fé inabaláveis. Descansa bem (e não, ele não é o meu mentor... ¬¬)

Mas óbvio, entra aí ética. Por exemplo: você não pode dar em cima de uma donzela que está com outro por exemplo, e nem se você estiver namorando. Como diz a bíblia cristã: Jamais cobiçarás a mulher do teu próximo.

O que eu quero dizer é que, se você de fato querer uma coisa e lutar muito, mesmo se você falhar, o que pode acontecer mesmo depois de lutar muito eventualmente, o importante é que você tentou. E não como muitos que desistiu na primeira ou segunda adversidade. Portanto mesmo se você não desistir, lutar e perder... Você tem mais que um prêmio de consolo, que é o fato de você ter tentado e não ter tido o bloqueio que muitas vezes nós impomos a nós mesmos que é o de nunca saber o que aconteceria se nunca tentamos. É como uma vitória cara... Se bem que, 95% das coisas que você tenta e continua a tentar até conseguir você consegue. Falhas são coisas difíceis de acontecerem, mas se acontecerem tenha em mente que pelo menos você tentou.

Cara, é triste, e é uma bosta.

Veja as coisas que você tentou, que você agarrou mesmo com as duas mãos e foi até o fim. Todo semestre eu passo por isso na faculdade, e antes de começar uma, err... Pessoa que leu meu futuro bem que tinha me alertado: "Você vai ter muita dor de cabeça, vai ficar fazendo muitos trabalhos e realmente irá se estressar, mas mesmo assim se você ir com garra até o fim, você vai conseguir!" e é isso que eu tenho tentado, e tenho me orgulhado bastante de nunca ter pego nenhuma dependência e ter fechado, graças a muita força do meu senhor lá em cima, o papai-do-céu ter me dado forças pra sempre me levantar quando me fodo, ou sou fudido e tentar de novo. Talvez por isso que os professores me amem, que o pessoal que faz trabalho comigo até goste de trabalhar comigo e sempre eu passe com notas excelentes.

Mas o assunto não é faculdade! (é! é gigantesco hoje o post... mas é meio desabafo, se lerem não quero ouvir perguntinhas imbecis... ¬¬ Hoje eu tou com a moléstia!)

Fico muito puto da vida com mulheres pós-namoros que continuam "presas" nos seus ex-namorados. Não é a primeira, mas já é a quarta vez consecutiva que tenho esse problema e vou ser sincero: é uma M-E-R-D-A. Hoje vou usar palavrões mesmo porque tou louco. =P Digo, o que passou, passou. Já deu o que tinha que dar, já comeu o que tinha que comer, por cima, por baixo, já brigou já tudo, então ponha um ponto final e bola pra frente! Bora achar outro cara ou mulher legal!

Digo, tem um cara babaca aqui que tá a meses tentando e hoje eu vi que é exatamente por causa de ex-namorado que novamente o trouxa aqui não vai conseguir! ADORO MINHA VIDA, e PRINCIPALMENTE A CAPACIDADE QUE EU TENHO DE CONSEGUIR ME FODER! xD Já falei que vou escrever um livro? Everybody Hates Allain...

Weeeeee...

Na próxima vez que eu estiver afim de uma garota vou fazer um questionário, quero saber qual a relação com ex, quando se encontram, o que de fato sente pelo cara, se dá "escapadinhas" ainda com o condenado, porque tou achando que é perseguição (não vou citar nomes, como sempre! XD).

Garotas do meu Brasil baronil, como diz o Zé Bonitinho, não faça como o babaca do Allain aqui. Eu corri atrás de uma menina (não era uma mulher... Embora fosse mais velha, mas tinha comportamento de uns dez anos...) há uns anos atrás, ficamos e tal, e ela sumiu e 90% das pessoas que lêem isso sabem da história (considerando que umas cinco lêem o blog no total... =P). Foi o ex-namorado que pintou no meio pedindo a mercadoria de volta pra test-drive. Corri atrás, todos disseram que ela não valia nada e.. Pum! No final eu me danei, ela não tem coragem de falar comigo e nem de olhar pra minha cara e a vida continua! Depois mais uma apareceu, em janeiro desse ano, e ela não queria nada comigo porque mesmo ela "terminando oficialmente com o namorado" ela disse que "eles ainda saiam e ainda rolava alguma coisa, e ela tava em dúvida"... Tudo bem que o namorado dela era bem além do namorado, era o cara idealizado que, ao menos fisicamente, era o deus-grego dela: alto, músico, cabelo grande, peludo e rockeiro...

As duas mais recentes vou citar não. Os dois exemplos acima dão mais que um caldo.

Mas entendam uma coisa, meninos e meninas: O que passou, passou! PUM! É passado, pretérito, águas passadas e toda aquela ladainha. Ficar sentido umas duas semanas, até uns dois meses a gente perdoa, mas depois disso bola pra frente. Digo isso não porque eu sou o próximo da lista de uma delas, mas exatamente para o seu bem.

Se você ficar lá, gastando energia e saliva com seus ex-namorados jamais darão chance ao novo. Verdade seja dita, quando estamos com o ex-namorado/a é um tanto seguro. A pessoa conhece, já estiveram juntos e tal, já foram felizes, e como podem ver, todos os verbos estão no pretérito. Arriscar-se num novo pode ser complicado, difícil, mas se você ver por uma outra perspectiva só assim você dará uma nova chance pra si mesmas de serem felizes. Passado é passado, passou, foi, pum. Sei que é complicado, principalmente pras mulheres, mas não fechem seus corações vetando qualquer possibilidade.

Abram uma brechinha, nem que seja pequena, pra serem conquistadas por outro. Pode ser uma aceitarem uma indiretinha, um convite pra sair casualmente, um almoço... Mas se dêem a chance, e dê uma chance a si mesmas. Pode dar certo, pode não dar, mas ficar ainda submissa ao ex-namorado é como vetar qualquer chance de ser feliz com o outro, e ficar naquele lenga-lenga que vai fazê-las perder tempo, e fazer o cara ficar se achando, porque tem muitos homens quando terminam relacionamentos adoram ter a ex-namorada aos seus pés pra satisfazê-los... Parece até uma coisa óbvia, mas muitas pessoas acabam sozinhas exatamente por isso. E infelizes.

Pronto, desabafei, e se você estiver com essas características, ou separou do ex e ainda continua com "recaídas", podem até dar suas recaídas e tal, de vez em quando rolar alguma coisa com o ex, mas dêem uma chance pequena pra um novo amor chegar, pois se você negar a todos, jamais saberá se daria certo ou não. Jamais saberia se poderiam ser felizes com o outro cara, afinal se o namoro termina, o importante é levantar a poeira e dar a volta por cima.

Peguem exemplo a Marília Gabriela. Poxa, era a namorada do Reinaldo Gianecchini, que até eu que sou homem queria comer ele de tão bonito que ele é. Separaram, acabou, ele tá no canto dele e ela, que acho que é o melhor exemplo disso, vi numa entrevista dela dizendo algo mais ou menos assim: "Fui num restaurante e dei um flerte rápido num cara no balcão. Vi que deu certo, e que ainda estou com tudo em cima com minha idade". Moral: Se existe vida pós-Gianecchini, porque não existe vida pós-aquele seu ex-namorado gordo, idiota e infantil e o Allain aqui cheio de amor pra dar? ;D

Ah, agora tou mais leve, desabafei. =P

Um recadinho pra todas as meninas que mesmo depois de terminarem com os ex-namorados ainda continuam achando que deve satisfações do que fazem. ¬¬ Acordem e procurem um cara legal e que preste, poxa. Ele deve tar do seu lado e vocês aí, perdendo e desimpedidas... E por fim, meus pêsames a morte de Clodovil Hernandez. Engraçado que agora que a bicha morreu todos estão falando que ele era o tal, mas antes todos o odiavam... Eu gostava dele antes sim desses falsos... Na minha opinião sempre achei ele já uma pessoa louvável, e se todos tivessem metade da coragem que ele tinha em falar mal dos paradigmas da sociedade, quem sabe teríamos um mundo um pouquinho melhor. Vai em paz, Clodovil!

1 comentários:

Gabi disse...

Bem, bem, bem, bem...terminar um relacionamento nunca é algo fácil, principalmente se é um relacionamento de longa data e se as pessoas envolvidas ainda se gostam. Já vi muitos e muitos casos assim, de casais terminarem não porque não se amam mais, mas porque a rotina torna a convivência insuportável. Como cada um lida com isso...bem, aí vai de pessoa para pessoa. A mulheres tem um pouco mais dessa tendência de ficar sofrendo por um amor passado e tem gente que leva anos, vai até para o divã, tentar sacudir a poeira e recomeçar. Lógico...isso são casos extremos, mas acontece. Diria que você teve um pouco de azar, isso sim. Mas acontece, infelizmente, c'est la vie. O importante é não desistir porque, sua alma gêmea, ou seu futuro amor ou whatever que você queira chamar, com certeza está por aí também, batendo cabeça até vocês se encotrarem. E vocês vão se encontrar, cedo ou tarde. Não por influência do destino ou qualquer outra força mística, mas porque os dois estão procurando um ao outro. So don't you worry! ;)

Postar um comentário

Arquivos do blog