quarta-feira, 6 de maio de 2009

Ações drásticas pedem medidas drásticas!

Tava lendo uma frase e gostei bastante. Algo assim: "Para cada mil homens dedicados a cortar as folhas do mal, há apenas um atacando as raízes!". Da hora heim? Roubei da minha amiga Bia. =)

Tem um ditado, ultra-feminista que eu gosto muito: "Homens são bons pra falar, mulheres são boas pra agir." Não que falar também não seja importante, mas agir também tem sua importância, mas tem que falar também, mas falar não tem nada com agir e... Arrrrrhhhh... Tá pior que o Chapolin Colorado. Quando quiser que algo seja dito chame um homem, e quando quiser que algo seja feito, chame uma mulher.

Que fique claro que eu concordo plenamente. Em gênero, número e grau.

Não acredito em coisas ruins em doses homeopáticas. Se a gente for ferrar alguém tem que ferrar de um jeito e jogar tudo de ruim de uma vez só. Não tem que ficar indo de pouquinho em pouquinho não, já dizia Maquiavel. Se for atacar um mal também, ataque pelas raizes. É bizarro, mas me sinto quase como um tipo de paciente terminal e sabendo que tem pouco tempo de vida e quer aproveitar isso. Tou seguindo as sugestões e tou indo, de pouquinho em pouquinho me desvincilhando das coisas de antes e indo para novas.

Criei vergonha enfim pra recusar o depoimento dela! Poxa, um só clique. Ficar lendo aquelas coisas, não que eu tivesse esperança, mas já tava mais que na hora. Tou sabendo a dar mais tempo pra mim que eu também consigo, afinal esforçado eu sempre foi. Procurando ver minhas limitações e... Principalmente. Não posso ser perfeito em tudo. E nem em quase tudo. Mas em alguma coisa eu tenho que nem é ser perfeito, mas sempre dar o meu melhor na medida do possível. É um tipo de conceito que eu carrego desde moleque por sempre odiar ser o número dois, mas agora tou vendo que se eu fosse o Rubinho Barrichelo, teria saído da Formula 1 e ido pilotar carrinho de cachorro-quente.

Mas afinal o que diabos tem o Rubens Barrichelo? Porra, o cara só chega em último, isso é, quando chega. Mas ele se esforça, e agora sabemos que mesmo se você se esforçar ao máximo você tem que ter pessoas do seu lado que te ajudem, como agora que ele tá na BrawnGP e tá indo até que bem por hora. Esteja com as pessoas certas e se esforce que tudo sairá perfeito, em grupo, não sozinho.

E por aí vai. Sabe, acho que se a gente quer dar um ponto nas coisas do passado a gente tem que ir de pouquinho em pouquinho. Descobri o real caráter de um "amigo", que me ferrou com uma garota, e agora quero andar com quem realmente sei que importa comigo de coração e quem realmente me importo e defenderia com unhas e dentes (coisa de leonino, quando realmente chama alguém de amigo, defende com todas as forças mesmo o amigo estando errado, hahaha!).

Mas não tem como deixar as coisas do passado de uma vez, com um comando de deletar. Mas tem como, se esforçado dia após dia você ir deixando tudo de lado, de pouquinho em pouquinho e passo a passo e tudo aquilo que te fazia sofrer... Uma hora simplesmente some, e você vê na sua frente um futuro de possibilidades. Morte nem sempre é fim, mas pode ser também um recomeço. Um belo dum recomeço.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog