sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Porque o Android é tão complicado por aqui?

Estava vendo o fuzuê que os usuários do Motorola Milestone estavam fazendo na web. A situação é a seguinte: existe um smartphone, um dos melhores com o sistema Android, chamado Motorola Milestone. No Brasil inclusive é um dos únicos que de fato o sistema presta. A Motorola anunciou que não ia mais trazer atualizações do modelo para o Brasil. Os usuários criaram um comício virtual para tocar a Motorola, e a resposta veio.

Isso mostra um sério problema que ainda estamos tendo com um novo mundo de celulares. Celulares pra muitos ainda é uma maquininha pra apenas enviar SMS e falar com o namorado. Dentro de alguns anos, será normal usa-los pra navegar na internet e tudo mais. Dias atrás estava no ônibus, e uma menina com um celular fuleira, daqueles com browsers integrados, estava acessando o orkut por ele. Era porco, claro, não era nenhum iPhone.

Hoje temos problemas como congestionamento de redes 3G, embora nos primórdios da web também fosse algo bem comum. Hoje temos banda larga e tudo mais, e com as redes não demorará tanto. Mas a questão é que essa revolução nos celulares já está acontecendo. E começamos a ver alguns problemas como esse, do Milestone.

Eu tenho um Android, o Samsung Galaxy Lite, o mais basicão de todos. Ainda está com a versão 1.5 do sistema.
E foi cagado pela Claro (mas já consegui arrumar muita da merda dele). Embora lá fora ele já possa ser atualizado com a versão 2.1 do sistema.

Agora o mundo inteiro já respira a versão 2.2 do sistema. Mas nós, exceto pelo Milestone, continuamos com apenas no máximo a versão 2.1.
Problema sério pra sanar, pois diferente dos sistemas operacionais de computadores, os sistemas de dispositivos móveis mudam sempre, sempre se atualizam com novidades de hardware e software.

Clientes da Motorola tiveram uma grande iniciativa e fizeram valer seus direitos.
Só falta falar isso pra Samsung, HTC, e tantos outros sistemas que continuam com seus Androids tristes e desatualizados.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog