quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Final Fantasy I

Mesmo eu sendo fão da série Zelda, eu sempre gostei bastante de Final Fantasy também. Mas dificilmente tive a oportunidade de jogar, e terminar então, nenhum! Estou quase terminando um justo agora. Baixei pro PSP o remake do primeiro Final Fantasy, que é quase tão velho quanto eu.

Só para meios de comparação: estou jogando o Final Fantasy I, e o mais recente é o Final Fantasy XIII (sim, treze!). Porém, foi interessante jogar. O jogo remonta aos RPGs mais antigos, nos tempos que usávamos revistas ou íamos atrás de colegas pra saber o que fazer no jogo quando estávamos presos. Vou ser sincero: se eu tivesse amigos jogando eu não apelaria aos guias de como terminar o jogo que tem na internet afora para consulta!

Final Fantasy I é um jogo dos tempos em que as pessoas se sentavam na frente da tevê para quebrar a cabeça, explorar, enquanto isso hoje em dia os games são feitos para se terminar apenas. Dificilmente se vê um jogo com liberdade para ir andando por aí perdido, sem saber o que fazer, conversar com todos os os carinhas e obter as dicas nos lugares que você menos esperava. E como cada vez mais poderio gráfico, interfaces e interação, os games continuam sendo muitas vezes "ir pro ponto A até o ponto B" (vide os games do Hideo Kojima, por exemplo).

Não gosto tanto dos games atuais talvez seja por isso. Acho que os jogos perderam essa sua dificuldade pra virar cada vez mais cinematográficos. Pra quem curte um cinema e cenas assim temos um prato cheio, mas pra quem liga um game para jogar pode se sentir muito frustrado. Por isso, cada vez mais, eu evito esses jogos atuais. Sério, não tenho paciência, por mais cinematográfico que ele seja.

Eu sento na frente de um videogame pra jogar, e não para assisti-lo.
Antes desse Final Fantasy não lembro de ter terminado um jogo recentemente...

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog