segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Vai acordar pra realidade, ou vai fugir?

"Merda... Droga, droga, droga! Porque você está fazendo isso comigo, Val?", eu gritava, meus olhos lacrimejavam como nunca.

"Não, Al. Eu estou tentando te tirar daqui. Você se afogou nos seus próprios sonhos. Se afogou neles a ponto de não querer encarar a realidade pelos seus medos".

"Mas eu tenho medo! Eu já perdi meu irmão, perdi você, já perdi tanta coisa! É impossível não ter medo de recomeçar, ou de seguir em frente!"

"A realidade é dura, mas ela é um grande presente".

"Não é um presente! As coisas são difíceis e frustrantes. São tantas cobranças, responsabilidades, medo de dar errado, a solidão...!".

"Querido, a realidade tem tanto chance de dar certo, como de dar errado".

"Mas eu não posso errar, Val! Não tenho esse direito de errar! Eu tenho que ser perfeito em tudo, nada pode dar errado, não posso ter falhas, tem muita coisa em jogo!"

Nessa hora ela, que estava em pé na minha frente se agachou e me deu um abraço. Nem mesmo eu conseguia aguentar as lágrimas, e desandei a chorar no ombro dela. Eu soluçava, meus olhos estavam com tantas lágrimas que eu apenas via um imenso borrão na minha frente. Eu não conseguia falar nada, conseguia apenas chorar.

"Querido... Não tenha medo de errar. O importante é sempre tentar. Se você tentou, você é um vitorioso, não importa o que aconteça. Dizer 'não' a algo sem nunca tentar é fugir, é maquiar esse medo, é não se dar a chance nem de acertar, nem de errar. Tanto o acerto quanto o erro podem trazer coisas boas ou ruins. Ás vezes um erro seu pode trazer algo muito melhor lá na frente do que se tivesse acertado. Ás vezes um acerto pode te deixar preso a algo que você quis e desejou pelo resto da vida", disse Val.

"Então... Como vou viver, Val? Sonhar é muito bom, tudo se realiza aqui".

"Não, não se realiza nada. Isso tudo é apenas uma ilusão. O sonho acaba quando você acorda. A realidade começa quando você desperta. Qual deles lhe parece mais vantajoso? Você nunca vai estar sozinho. Dentro de você tem uma joia muito bonita, uma pessoa que eu sempre amei e sempre vou amar. Você só precisa mostrar essa joia que naturalmente as coisas acontecerão. Com certeza vai acontecer, querido. Só não tente se preocupar com o quando".

Ela me deu um lenço. Tinha o cheiro dela.

"Lavanda", eu disse.

"Hahaha!", ela deu um risinho, "A menina do cabelo cor de beringela e perfume de lavanda".

"Pois é".

"Está pronto pra voltar?", ela disse.

Nesse momento, ela tirou novamente a arma e apontou pra minha cabeça.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog