segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Novecentos e tantos posts. - Parte 1

Esse blog começou originalmente como Pegasus Wings, em dezembro de 2005, num local que nem existe mais, a Weblogger. Em meados de 2008 a Weblogger do Terra encerrou suas atividades, e eu corri pra salvar todo o conteúdo antes que ele fosse deletado. Muita coisa tinha acontecido, e era hora de eu pegar minha trouxinha de posts e achar uma nova casa pra eles. Foi aí que em julho de 2008 o blog virou fallen Pegasus e recomeçou aqui, nesse mesmo canal.

Como tinha todos os backups, sempre fui adiando o dia em que colocaria tudo. Não era pouca coisa, acho que passava de 300 posts. Pode parecer simples (e de fato, não foi muito complicado) mas foi entediante. Consegui enfim terminar nesse domingo e coloquei todos os arquivos, desde 2005.

Enquanto fui recolocando os posts antigos, fui dando uma passeada no tempo que passou. É um diário, e aberto a todas as pessoas. Seis anos me separam daquele blog, que comecei a escrever pouco antes da minha formatura do colégio até hoje - onde acabei de terminar os estudos no nível superior.

Tinha medo do tempo passar rápido demais, mas os posts me fazem sentir que o tempo passou na medida certa. Vou destacar alguns.

Ciccillo Matarazzo, 18h29. - Em pleno tratamento contra depressão, dopado de medicamentos (lol!) eu vi cores e sensações que eu nunca mais vi em vida. Coisa simples, mas que foram muito interessantes. Tentei registrar em foto, mas nunca vai sair a mesma coisa. Ficou na memória!

Entrado pra geração prozac. - Bom, quem me conhece sabe dos probleminhas que tive no começo de 2008. Fica o registro.

Pra depressão existe bicicleta! E Mogi das Cruzes! - Me senti quase que um caçador da arca perdida, haha. Resumindo tudo: eu era apaixonadinho por uma menina, e não era correspondido, e aí fui cometer a besteira de ir até lá onde ela morava pra entregar um presente e falar com ela. Resultado: Ela nem me atendeu, haha!

Minhas três Moiras. - Making-of do meu quadro, com quase todos os estudos que fiz até chegar no resultado final. Post imenso, mas tem bastante fotos.

Amor platônico é o correto, isso sim! - Haha, dou risada hoje dos pensamentos sobre amor que eu tinha. Coisa de cabeça de bagre desmiolado mesmo.

Esse post do Tanabata Matsuri foi show! Bons tempos.

Será que um artista pode explicar a sua obra? O [ sexual.DISGRACE ] me marcou, mesmo sendo muito porco e tendo erros grotescos de português.

Nossa! Quando o Betão, meu lhasa apso chegou em casa. Isso sim é jurássico!

Eu no movimento Punk! Tô brincando. Último post de 2006, exatamente sobre meus amigos da época da Arquitetura na UniB. Saudades dessa moçadinha.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog